Mulher e filhos são libertados após 17 anos mantidos em cárcere privado pelo marido

Foto de: Reprodução

Uma mulher e dois jovens foram mantidos em cárcere privado há 17 anos. Foram libertados ontem (28) por policiais em uma casa na zona oeste do Rio de Janeiro. Segundo a Polícia Militar (PM), os três foram encontrados amarrados em sua casa no bairro de Guaratiba.

Continue a leitura depois do anuncio.
$ads={2}


Os policiais foram ao local após receber uma denúncia anônima. As vítimas estavam sujas e subnutridas, de acordo com a PM, e foram socorridas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

O suspeito de mantê-las presas era o próprio marido e pai das vítimas. Ele foi preso em flagrante e encaminhado à Delegacia de Polícia de Guaratiba (43ª DP). Os nomes dos quatro não foram divulgados.

Um deles tem relação com o seu apelido, DJ. Ele era conhecido assim na vizinhança da rua Leonel Rocha, no bairro da Foice, em Guaratiba, na Zona Oeste do Rio, por colocar o som muito alto - como forma de abafar os possíveis gritos de socorro da família.

Os vizinhos contam ainda que ouviam choros vindos da casa e gente pedindo comida.

A Secretaria Municipal de Saúde informou que a mulher e os filhos que estavam em cárcere privado apresentam quadro de desidratação e desnutrição grave e estão recebendo todos os cuidados clínicos necessários, além do acompanhamento dos serviços social e de saúde mental.

O Conselho Tutelar de Guaratiba disse que acompanha o caso há dois anos, que chamou o Ministério Público e a polícia, mas nada foi feito até então. O RJ2 questionou o Ministério Público e não obteve retorno. 

Participe do nosso grupo no whatsapp: 
Receba as notícias em primeira mão!

Fonte: G1
Postagem Anterior Próxima Postagem
original original original original
close