Intolerância política pode ter sido motivo de morte de servidor público em seu aniversário em Foz do Iguaçu

Foto de: Reprodução

O guarda municipal Marcelo Arruda morreu na madrugada deste domingo (10), por volta das 4h25, após levar dois disparos de arma de fogo em sua própria festa de aniversário de 50 anos.

Continue a leitura depois do anuncio.
$ads={2}
Segundo relatos, o servidor público Marcelo Arruda comemorava seu aniversário na sede da Associação Esportiva Saúde Física Itaipu (Areafi) na madrugada desse domingo (10), com desça de 40 pessoas entre familiares e amigos. 

Ainda segundo informações, um homem desconhecido teria chegado e ameaçado a todos com uma arma de fogo. 

Após o desconhecido ser retirado do local da festa, Marcelo, Guarda Municipal há 30 anos, teria ido até seu carro buscar sua arma para proteção caso o intruso retornasse.

No estacionamento, o criminoso voltou, e disparou contra o servidor público o acertando com três disparos. Marcelo mesmo baleado também conseguiu acertar seu agressor, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Segundo relatos das testemunhas que presenciaram o acontecido, a motivação do crime teria sido desavença polícia sendo que o tema de aniversário do servidor público foi do ex-presidente Lula, e o atirador seria um apoiador assíduo do então Presidente Jair Bolsonaro.

Diversas equipes da Polícia Militar e socorristas foram mobilizados até o local para registro da ocorrência.

Participe do nosso grupo no whatsapp: 
Receba as notícias em primeira mão!

Fonte: Portal da Cidade
Postagem Anterior Próxima Postagem
original original original original original
close