Novos casos de Covid-19 sobem de novo e Toledo entra em bandeira laranja

Foto de: Assessoria 

Boletim divulgado nesta quinta-feira (2) pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) aponta para um quadro epidemiológico de piora em relação à Covid-19, o que coloca faz Toledo subir a bandeira de matriz de risco de amarela para laranja, isto é, “risco moderado de contágio” para aqueles que estão com o esquema vacinal completo. Na semana 21/2022 (22 a 28 de maio), o município registrou 427 novos casos da doença, o que representa uma média móvel de 61 casos por dia, um aumento de 213,97% em comparação aos 14 dias anteriores (19,43).

Continue a leitura depois do anuncio.
$ads={2}
Considerando que 244 pessoas se recuperaram da doença, havia 578 pacientes ativos, isto é, que ainda estavam em tratamento - destes, três se encontram internados em leitos de enfermaria e nenhum em unidade de terapia intensiva (UTI). Dois óbitos foram computados na semana epidemiológica, um ocorrido no período (paciente do sexo masculino com 58 anos de idade, com início dos sintomas no dia 19, internamento quatro dias depois e falecimento em 25 de maio) e outro retroativo (paciente do sexo masculino com 67 anos de idade, que estava em tratamento contra câncer de pulmão em Cascavel que se internou em 3 de fevereiro, teve o diagnóstico confirmado via RT-PCR cinco dias depois e veio a falecer em 23 de fevereiro).

Neste período, 2.513 pessoas notificadas como suspeitas de terem sido infectadas pelo Sars-Cov-2 realizaram exames, sendo 1.466 na iniciativa privada e 1.047 pelo Sistema Único de Saúde (SUS) - 1.031 testes rápidos e 16 RT-PCR, os quais 159 e 1, respectivamente, detectaram a presença do patógeno - 13 RT-PCR estavam em análise até o último sábado (28/5), o que indica uma taxa de positividade de 16,99%. 

Em números absolutos, os bairros com maior número de casos são Pioneiro, Centro, Coopagro, Panorama e Europa/América. Com esses números, Toledo apresenta um total de 44.449 casos confirmados, 43.369 pessoas recuperadas e 502 pacientes que vieram a óbito em virtude da Covid-19. 

A SMS informa que, embora o Decreto Estadual nº 10.596/2022 (ao qual Toledo aderiu integralmente por meio do Decreto nº 414/2022) tenha retirado a obrigatoriedade do uso de máscara em quaisquer ambientes, esta continua sendo recomendada para pessoas que apresentem sintomas gripais ou que estejam em ambientes de saúde que atendem pacientes com síndrome respiratória. 


Vacinação

Outro cuidado fundamental é manter em dia as vacinas, tomando as doses no tempo recomendado pelo Ministério da Saúde, evitando, assim, possíveis complicações, hospitalizações e óbitos. Por falar nisso, Toledo, até o momento, aplicou 310.847 doses do imunizante contra o Sars-Cov-2, sendo 117.946 primeiras doses, 111.147 segundas doses, 65.732 unidades de reforço (57.948 primeiras doses, 7.281 segundas doses e 503 doses adicionais para imunossuprimidos) e 4.435 doses únicas. Em relação às crianças dos 5 aos 11 anos, 7702 receberam a primeira dose e 3.885 já tomaram a segunda - ao todo, 1.561 unidades vacinais contra a Covid-19 foram aplicadas em Toledo na semana epidemiológica 22/2022.

Também é importante a prevenção à Influenza, família de vírus que causa a gripe. As doses da campanha nacional contra as variantes mais graves e comuns no Brasil – A (H1N1 e H3N2), B e sazonais – serão aplicadas até esta sexta-feira (3/6) nas unidades básicas de saúde (UBS) e unidades saúde da família (USF) de Toledo. Podem receber a dose: mães de recém-nascidos com até 45 dias de vida; gestantes; professores da rede pública e privada; crianças com idade entre 6 meses e 4 anos, 11 meses e 29 dias; trabalhadores da saúde; idosos com 60 anos de idade ou mais; pessoas com comorbidades ou deficiência permanente; membros de forças de segurança e salvamento e das Forças Armadas; caminhoneiros e trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros, trabalhadores portuários e do sistema prisional; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas; e população privada de liberdade em geral.

Idosos com 60 anos ou mais também podem receber a segunda dose de reforço do imunizante contra a Covid-19. Adolescentes com idade entre 12 e 17 anos também já podem procurar a unidade de saúde mais próxima para receberem a primeira dose de reforço.

A aplicação simultânea das doses contra Covid-19 e Influenza pode ser realizada, desde que o paciente não apresente sintomas gripais ou não tenha contraído Covid-19 nos últimos 30 dias. Neste caso, é necessário aguardar o fim dos sintomas, de maneira que o organismo se recupere completamente para a administração das vacinas. A aplicação segue as orientações previstas no Plano Nacional de Imunização, que orienta a Rede de Atenção Primária em Saúde dos municípios a estimular os cidadãos a atualizar sua carteirinha de vacinação, aplicando doses que se encontram atrasadas.

Curta nossa página no Facebook: 


Participe do nosso grupo no whatsapp: 
Envie sugestões de pautas e receba as notícias em primeira mão!

Fonte: Assessoria
Postagem Anterior Próxima Postagem
original original original original original
close