Com novos casos de Covid-19 subindo, Toledo mantém bandeira laranja

Foto de: Divulgação

O boletim divulgado nesta quinta-feira (9) pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) traz uma notícia que merece atenção, pois os novos casos de Covid-19 seguem aumentando. Na semana epidemiológica 22/2022 (de 29 de maio a 4 de junho), 498 novos casos da doença foram registrados, uma média móvel diária de 71,14, número 68,24% maior que nos 14 dias anteriores (entre 15 e 21/5, a média móvel foi 42,29). 

Continue a leitura depois do anuncio.
$ads={2}
A partir destes dados, a bandeira da matriz de risco foi mantida na cor laranja, o que indica “risco moderado de contágio” para pessoas que estão com o esquema vacinal completo. Até o último sábado (4) havia quatro pessoas internadas em leito de enfermaria e nenhuma em unidade de terapia intensiva (UTI). 

Considerando que 397 pessoas se recuperaram da doença, havia, no fim do período, 678 pacientes ativos, isto é, que ainda estavam em tratamento. Neste período, 1.822 pessoas notificadas como suspeitas de terem sido infectadas pelo Sars-Cov-2 realizaram exames, sendo 976 na iniciativa privada e 846 pelo Sistema Único de Saúde (SUS) – 953 testes rápidos e 23 RT-PCR, os quais 130 e 0, respectivamente, detectaram a presença do patógeno – 28 RT-PCR estavam em análise. A taxa geral de positividade para o Sars-Cov-2 da semana foi de 27,33% .

Em números absolutos, Centro, Pioneiro, Pancera, Coopagro e La Salle são os bairros com maior número de pacientes infectados. Com esses números, Toledo apresenta um total de 44.947 casos confirmados, 43.766 pessoas recuperadas e 503 pacientes que vieram a óbito em virtude da Covid-19. 

A vítima fatal mais recente foi um paciente do sexo masculino de 83 anos que começou a apresentar sintomas de Covid-19 em 26 de maio e teve o diagnóstico confirmado três dias depois por meio de teste rápido de antígeno. Na última quinta-feira (2) foi internado no Pronto Atendimento Municipal (PAM) e veio a falecer no mesmo dia.

A SMS informa que, embora o Decreto Estadual nº 10.596/2022 (ao qual Toledo aderiu integralmente por meio do Decreto nº 414/2022) tenha retirado a obrigatoriedade do uso de máscara em quaisquer ambientes, esta continua sendo recomendada para pessoas que apresentem sintomas gripais ou que estejam em ambientes de saúde que atendem pacientes com síndrome respiratória. 

Vacinação
Outro cuidado fundamental é manter em dia as vacinas, tomando as doses no tempo recomendado pelo Ministério da Saúde, evitando, assim, possíveis complicações, hospitalizações e óbitos. Por falar nisso, Toledo, até o momento, aplicou 311.576 doses do imunizante contra o Sars-Cov-2, sendo 117.509 primeiras doses, 111.187 segundas doses, 66.295 doses de reforço para pessoas acima dos 18 anos, 503 doses adicionais para imunossuprimidos e 4.438 doses únicas. Em relação às crianças dos 5 aos 11 anos, 7.759 receberam a primeira dose e 3.885 já tomaram a segunda - ao todo, 1.329 unidades vacinais contra a Covid-19 foram aplicadas em Toledo na semana epidemiológica 22/2022.

Também é importante a prevenção à Influenza, família de vírus que causa a gripe. As doses da campanha nacional contra as variantes mais graves e comuns no Brasil – A (H1N1 e H3N2), B e sazonais – estão sendo aplicadas nas unidades básicas de saúde (UBS) e unidades saúde da família (USF) de Toledo. Por orientação da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), todas as pessoas com 6 meses de idade ou mais podem, a partir deste sábado (11), receber o imunizante.

Nesta data será realizado o “Dia D de Vacinação no Paraná”, ação da Sesa à qual Toledo aderiu. Das 8h às 17h, todas as unidades básicas de saúde (UBS) e unidades saúde da família (USF) da cidade e do interior (exceto São Luiz do Oeste, Boa vista, Dez de Maio, Novo Sobradinho, Vila Ipiranga e Dois Irmãos, que encerram os trabalhos às 12h) permanecerão abertas das 8h às 17h para receber pessoas que estão com alguma vacina em atraso. Para terem sua carteirinha atualizada, elas precisam levar este e demais documentos pessoais, e máscara, pois os pontos de vacinação são ambientes por onde circulam pessoas com sintomas respiratórios.

Na maioria dos casos, é possível a aplicação simultânea de mais de um tipo de vacina. Tal orientação consta no Plano Nacional de Imunização, o qual pauta a atuação da Rede de Atenção Primária em Saúde dos municípios. 

Curta nossa página no Facebook: 


Participe do nosso grupo no whatsapp: 
Envie sugestões de pautas e receba as notícias em primeira mão!

Fonte: Assessoria
Postagem Anterior Próxima Postagem
original original original original original
close