Após encontrar escorpião, agentes de endemias realizam operação no Jardim Independência

Foto de: Divulgação

O Setor de Controle e Combate às Endemias de Toledo realizou na manhã desta terça-feira (25) uma “operação bloqueio” em estabelecimentos localizados às margens da PR 317, no Jardim Independência. A ação ocorre após ser encontrado um escorpião-amarelo (Tityus serrulatus) na região, no interior de uma sacola de calçados para doação trazida por um colaborador que atua na filial de Goioerê de uma das empresas situadas nas imediações. 

Continue a leitura depois do anuncio.

O animal peçonhento, com cerca de 2 centímetros de comprimento (possivelmente um filhote), foi recolhido e enviado para Curitiba, onde será analisado pela Divisão de Vigilância de Zoonoses e Intoxicações (DVZI), da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa). “Estamos bastante atentos a esta questão, pois é o terceiro escorpião-amarelo que aparece em nosso município e temos que prestar porque se trata de uma espécie que se reproduz muito rápido e também porque temos uma situação crítica em cidades vizinhas”, alerta a coordenadora do setor, Lilian Konig. “A picada do escorpião-amarelo é bastante dolorido e o veneno é muito forte, com potencial de causar a morte de crianças e idosos. A situação tende a se agravar se o ataque partir de um filhote, pois este despeja todo o veneno que possui enquanto o adulto só inocula a quantidade necessária para se defender”, explica.

Durante a operação, os agentes de endemias conversaram com proprietários e funcionários para alertar sobre os perigos da presença deste animal em seus locais de trabalho, mostraram unidades de animais coletados e entregaram folhetos com informações e orientações para evitar que estes apareçam e o que fazer caso isso aconteça. “Pedimos à população para que, sempre que possível, colete esse animal vivo ou morto e, em horário comercial, entre em contato com a gente pelo telefone 3378-5177 ou ir diretamente à nossa sede [Rua Eroni Becker, 20]. Também é interessante tirar uma foto do escorpião para facilitar esse trabalho de análise”, aconselha a coordenadora. “É uma espécie que prefere lugares úmidos e escuros, que se alimenta principalmente de pequenos insetos e aracnídeos, por isso é importante que residências e empresas mantenham seus imóveis limpos, sem acumular entulhos e recipientes que atraiam essas presas. Esses materiais devem ser sempre manuseados com luvas e em sacos acondicionados em latas fechadas. Em caso de acidentes, deve-se procurar imediatamente assistência médica, mas, antes é importante capturar de forma segura o animal para sua identificação e correta prescrição de soro antiescorpiônico”, orienta.

Fonte: Assessoria

Curta nossa página no Facebook: 


Participe do nosso grupo no whatsapp: 



Postagem Anterior Próxima Postagem
original original original original
close