original original

“Tô no Meio” é sucesso na Virada Cultural

Foto de: Divulgação

Entre as diversas atividades paralelas que aconteceram durante a Virada Cultural 2021 de Toledo, a Secretaria de Desenvolvimento Ambiental e Saneamento (SMDAS) realizou a Trilha Ecológica, a Feira de Adoção de Animais e ainda organizou um Drive Thru para arrecadação de livros didáticos que estejam desatualizados. Segundo o secretário da pasta, Júnior Henrique Pinto, as atividades cumpriram seus objetivos e foi tudo um sucesso. 

Continue a leitura depois do anuncio.

“A gente trabalha a gestão como um todo, então estar no meio da ação de outra secretaria como a Cultura durante a Virada Cultural demonstra essa capacidade de integração das equipes. Estamos satisfeitos com o resultado positivo. Além dos materiais arrecadados, na Trilha Ecológica conseguimos discutir as questões de Educação Ambiental, falar do nosso bioma e também apoiar as protetoras com a Feira de Adoção de Animais”, comemorou Júnior. 

Resultados
Todos os horários disponibilizados para realizar a Trilha Ecológica com os guias foram lotados. Os técnicos tiveram que passar o contato da SMDAS para as pessoas agendarem durante a semana = (45) 99125-2210. 

A auxiliar de produção, Erinéia Rambo (24), fez a Trilha em 2017 e desta vez trouxe o marido e as duas primas. “Gostei e chamei eles. Esse é um momento muito bom para nos desconectarmos um pouco das redes sociais e termos esse contato com a natureza. É uma forma de renovar as energias. Indico para todos, ao menos uma vez, fazer essa Trilha”, sugeriiu Erinéia. 

A correspondente bancária e prima de Erinéia, Mariele Rambo (19), disse que “é bom sair da realidade e vir para a natureza ter paz, tranquilidade e relaxar. Isso é revigorante demais”, salientou. 

Feira de adoções
A coordenadora da Defesa e Proteção Animal, Júlia Heiss, informou que foram adotados seis cães e dois gatos. “Nós tivemos uma doação histórica, as irmãs Britney e Tiffany são duas cadelas que foram abandonadas juntas, resgatadas juntas e adotadas juntas. A família resolveu levar as duas, isso é bem difícil de acontecer. Agora as duas irmãs têm um lar definitivo. Por isso agradecemos a todos que fizeram suas adoções hoje, pois agora podemos resgatar mais animais”, exaltou Júlia. 

A pequena Isabella da Silva Azambuja (4), também adotou uma fêmea hoje na Feira. Ao contrário de muitos adultos, com apenas quatro anos a jovenzinha já sabe o que quer. “Quero ser médica de animais quando eu crescer e ter uma fazenda com um monte de bichinhos. Eu já tenho uma gata chamada Cristal e minha cachorrinha vai se chamar Pipoca”, disse Isabella. 

O pai, Thiago Augusto Azambuja, contou que Isabella é apaixonada por animais e não pode ver um bichinho na rua que já se encanta. “Se pudesse, ela adotava todos”, comenta o pai, orgulhoso pelas atitudes da filha. 

Gatos
De maneira mais tímida, mas lá estavam eles, os felinos no meio da Feira da Adoção. O músico Rui Hoberdã (32) quase passou direto achando que só os doguinhos estavam disponíveis. “Eu já tenho um gatinho, quero uma companhia para ele e passei na Feira, vi que estavam doando gatos e também resolvi adotar. Não é caro, é mais barato do que a gente imagina manter os cuidados. Eles renovam as energias da casa. Desde criança nós temos animais. É um custo x benefício muito bom, recomendo incentivar essa prática desde cedo”, afirmou o músico. 

Rui recebeu o gatinho das mãos dos cuidadores Nivaldo Rocha (58) e Rosângela Rocha (56), eles recolhem os gatos de rua que chegam até o quintal de casa, cuidam, vacinam, castram e depois procuram um lar definitivo para os bichanos. 

“Percebemos que muitos vizinhos acabam tratando mau, mas quando caem em nosso quintal nós cuidamos. Onde tem feira nós vamos, também divulgamos nas redes sociais, sempre divulgamos até achar um cuidador definitivo”, disse Nivaldo, ainda preocupado que a irmã do gatinho adotado por Rui ficaria sozinha.

Mas para a alegria de “seo” Nivaldo, uma boa alma surgiu no final da Feira, a estudante Beatriz Fochesatto Costamilan (20) resolveu adotar a outra gatinha. “Gostei dela, além disso, vai fazer companhia para meu outro gato”, disse Beatriz. 

Drive Thru
Com uma repercussão mais modesta, muitas pessoas levaram os livros didáticos que não são mais utilizados para o contêiner amarelo disponibilizado na Praça Diva Paim Barth. Segundo o secretário da SMDAS, quem não trouxe sua doação nessa data pode levar direto na Associação dos Catadores de Recicláveis de Toledo (Acatol), anexa ao Aterro Sanitário, na Central de Recebimento de Recicláveis e Volumosos do Jardim Coopagro, ou até mesmo na Secretaria de Desenvolvimento Ambiental e Saneamento, direto na coordenação da Unidade de Valorização de Reciclados (UVR). 

Fonte: Assessoria



Postar um comentário

Obrigado!

Postagem Anterior Próxima Postagem
close