Circo da Alegria faz show ao ar livre no Jardim Europa

Foto de: Divulgação

Hoje é dia de circo? É sim, senhor. Uma verdadeira multidão prestigiou a Noite de Luz e Fogo e Show do Circo da Alegria. Diversas atrações também marcaram o encerramento da XV Mostra de Circo Social e VIII Festival Nacional de Circo de Toledo. As apresentações aconteceram no campo de grama sintética localizado ao lado da Escola Municipal Anita Garibaldi, sede do Circo da Alegria, no Jardim Europa. 

Continue a leitura depois do anuncio.

Mais de 100 participantes, entre artistas e as crianças do Circo da Alegria (dos níveis I e II, Matutino e Vespertino), subiram no picadeiro improvisado ao ar livre com equipamentos da Secretaria de Cultura. Quase mil pessoas prestigiaram os espetáculos. Houve participação de artistas locais, como o grafiteiro Isaac Souza de Jesus; o músico Máscara Falcade (residente no Bairro); o intérprete do Raul Seixas, Douglas Brito; a Banda Los Coronezos; e até a participação dos bolsistas da Escola Municipal de Artes Circenses de Campo Mourão (Trupe Fundacam). 

A Escola Municipal Anita Garibaldi realizou o Dia da Família na Escola com a apresentação de músicas natalinas pelas crianças. Também foram oferecidas diversas brincadeiras como pescaria surpresa, cama elástica, chegada do Papai Noel de motocicleta entre outras atividades. Houve comercialização de alimentos e bebidas, a renda foi destinada para a Escola e para o Circo da Alegria por meio da APMF. 

O coordenador geral do Circo da Alegria, Dado Guerra, comemorou os resultados da atividade realizada ao ar livre. “Por mais que as pessoas saibam o que acontece dentro do circo, aqui [no campo] é um espaço democrático, as pessoas que passam na rua podem ver e parar para assistir. Momentos como esse fazem a diferença, valorizam a cultura local, o artista do bairro, além de ser um dia da família, as pessoas trouxeram suas cadeiras para assistir o espetáculo, as crianças puderam se divertir com as brincadeiras oferecidas, com as apresentações e até com a chegada do Papai Noel. Estamos super satisfeitos com o resultado, vamos inclusive reavaliar a forma de fazer os nossos encerramentos anuais”, anunciou Dado. 

A coordenadora pedagógica do Circo da Alegria, Paula Bombonatto, foi responsável pela ideia de unir a Noite de Luz e Fogo com o encerramento do Festival de Circo no espaço externo. “Normalmente fazemos esses dois grandes eventos separados, mas em função da pandemia, diminuímos um deles e fizemos ao ar livre. Fazer no campinho é uma proposta diferente. Aqui na comunidade eles acreditam e ajudam muito nos trabalhos do Circo. Essa é uma forma da gente presentear a comunidade após essa pandemia com uma coisa bacana. A intenção é levar para outras comunidades que tenham menos acesso à ações culturais, sempre procurando ocupar novos espaços e diversificar o público”, salientou Paula Bombonatto. 

Com tanto empenho, o encantamento do público aconteceu de forma natural. As famílias levaram cadeiras de praia e se acomodaram no campo e no alambrado externo. Na plateia tinha expectadores de várias regiões da cidade. Um deles foi o jovem Bruno Lenny Tota da Silva (13), morador do São Francisco, convidado por um vizinho para prestigiar os shows. 

“Meu amigo me convidou e achei muito legal. Estava ansioso por esse dia, queria ver as apresentações. Até ganhei um spinner na pescaria”, contou contente Bruno exibindo um Fidget spinner (brinquedo giratório). “Eu curti bastante, é a primeira vez que vi o trabalho do Circo da Alegria, eu já tinha ouvido falar, mas só agora pude assistir”, relatou o jovem, encantado pelo cenário e pelas habilidades das crianças do Circo, despertou até o interesse em fazer parte. 

Fonte: Assessoria



Postagem Anterior Próxima Postagem
original original original original original