original original

Cerimônia entrega títulos e medalhas a personalidades de Toledo

Foto de: Reprodução

Na última sexta-feira (10), dentro das comemorações dos 69 anos de Toledo, foi realizada a cerimônia de outorga dos títulos de Cidadania Honorária e Medalha Willy Barth. As honrarias são oferecidas pelos Poderes Executivo e Legislativo a moradores do município como reconhecimento por sua contribuição para o desenvolvimento da sociedade toledana. Neste ano, as homenagens foram entregues aos empresários Sauli Rosa, Erich Baumgart e Valdir Eckstein e ao líder religioso Frei Amarildo Cupertino Pereira.

Continue a leitura depois do anuncio.

O evento ocorreu no Plenário e Auditório Edílio Ferreira, na Câmara de Vereadores, e foi acompanhado por autoridades municipais e familiares e amigos dos homenageados. Durante o ato, o prefeito Beto Lunitti destacou a importância destas pessoas para a comunidade. “São pessoas íntegras e que por seus atos e ações contribuem para o crescimento de Toledo. Entregar essas honrarias é algo que alegra a todos nós do Executivo e do Legislativo”, comentou. 

Cidadania honorária
O empresário Sauli Rosa nasceu em 15 de março de 1942, em Capinzal, Santa Catarina, onde também conheceu sua esposa Iracema Maria Toniel Rosa. A união resultou em cinco filhos. Mudou-se para Toledo em novembro de 1969 e no ano iniciou as atividades da indústria ‘Cadeiras Rosa’, fabricando e vendendo mesas, cadeiras, banquetas e outros móveis. Sauli Rosa hoje ocupa com produtos de sua empresa espaços em todo o Brasil que vão desde residências a restaurantes e salões de eventos. Sauli recebeu o título de Cidadão Honorário, indicado pelo vereador Pedro Varela. 

Já por indicação da administração municipal, a cidadania honorária foi destinada ao também empresário Erich Baumgart. Nascido em Santa Rosa, no Rio Grando do Sul, projetou-se com a atuação ao lado de sua família no ramo hoteleiro, onde hoje possui uma rede de hotéis com unidades em Toledo, Cascavel e agora em Francisco Beltrão. Baumgart inicialmente trabalhou na agricultura e na suinocultura no então interior de Toledo, em Nova Santa Rosa. Ao mudar-se para a sede ,iniciou as atividades trabalhando na panificação e depois no ramo de materiais de construção, mediante a implantação da empresa de materiais de construção Planalto, no Jardim Porto Alegre. Erich e a esposa Ivoni, com os filhos, fundaram  em Nova Santa Rosa o Lar de Idosos Emanuel, que atualmente atende 42 idosos. Em 2002 a família migra seus negócios para o ramo hoteleiro.

Medalha Willy Barth
O Frei Amarildo Cupertino Pereira, nascido em Assis Chateaubriand, ingressou na vida religiosa ainda menino, no ano de 1992, no Seminário Nossa Senhora de Fátima em Toledo, motivado pelas missões dos freis capuchinhos. De uma família muito pobre, Amarildo tinha uma preocupação de como ser padre e se precisaria pagar pelos estudos, pensamento este que lhe causou  revolta e um afastamento, fazendo com que deixasse até de ir à igreja. Retomando sua preparação para ingressar na vida religiosa, fez seus estudos em Toledo, Londrina e Ponta Grossa e depois de ordenado foi morar em Santa Maria das Barreiras, no Estado do Pará. 

Depois foi transferido para Santana do Araguaia, onde ficou responsável pela missão por 8 anos como pároco e superior/guardião na região e foi transferido para Toledo, como reitor no Seminário Nossa Senhora de Fátima, onde  após realizar um trabalho muito forte e positivo em duas rádios no Pará, decidiu dar início à divulgação de suas pregações nas redes sociais. Frei Amarildo também realizava mensalmente celebrações na Paróquia Menino Deus que chegavam a concentrar 3 mil fiéis, um trabalho interrompido devido à pandemia. A indicação foi do vereador Marcelo Marques. 

Quem também recebeu a Medalha Willy Barth, indicado pelo Executivo, foi o empresário Valdir Eckstein, responsável pela implantação no município de Toledo do projeto ‘Lacre Amigo’ que, desde o seu lançamento, já recolheu milhares de quilos de lacres de alumínio e tampinhas plásticas. Este material reciclável resultou na aquisição de mais de 200 cadeiras de rodas, destinadas às pessoas mais necessitadas. Ao longo de anos divulgando o “lacre e tampinha amiga da família rotária”, Valdir Eckstein visitou todas as escolas e universidades de Toledo e avalia ter realizado mais de 400 palestras em todas as regiões do Paraná. Valdir está casado há 32 anos com Isoldi Ladis Kasper e o casal tem  os filhos Luan Vinícius e Luana, que lhes deram a neta Antonella.

Fonte: Assessoria



Postar um comentário

Obrigado!

Postagem Anterior Próxima Postagem
close