original

Tô no Meio: atividades para todas as idades movimentam o Diva Paim Barth

Foto de: Divulgação

Pessoas de todas as idades que passaram ontem (7) pelo Parque Ecológico Diva Paim Barth puderam aproveitar as atividades oferecidas pelo “Tô no Meio”. Realizado no período da tarde, o evento foi organizado pelas secretarias de Desenvolvimento Ambiental e Saneamento (SMDAS), de Saúde (SMS) e de Esportes e Lazer (Smel).

Continue a leitura depois do anuncio.

Coube a Smel, aliás, organizar o momento mais fofo do domingo: o passeio de motoca, que contou com a participação de cerca de 100 crianças, acompanhadas de seus pais ou responsáveis. Antes de dar a volta ao redor do parque a bordo de suas “máquinas” (motoca, triciclo ou bicicletinha), elas se divertiram em brinquedos infláveis e com a pintura feita em seu rosto, além de participar de oficinas de badminton e de circo. “Este passeio estava previsto para acontecer em 10 de outubro, domingo anterior ao Dia da Criança, mas foi cancelado em virtude da chuva registrada na data. A espera valeu a pena, pois o resultado foi bastante positivo, ainda mais por ser a primeira vez que fazemos uma atividade voltada para as crianças bem pequenas, a partir de 1 ano de idade. Os pais elogiaram a iniciativa porque elas estão ficando muito dentro de casa em razão da pandemia e disseram que gostariam que houvesse mais ações como esta. Sendo assim, a Smel, que procura atender todas as idades, pretende promover este evento nos próximos meses em outros parques da cidade”, anuncia a secretária de Esportes e Lazer, Marli Gonçalves Costa.

A Saúde, por meio do Setor de Endemias, promoveu ações de conscientização sobre ações para impedir a reprodução do mosquito transmissor da dengue e outras enfermidades - entre as quais, a correta destinação dos resíduos sólidos, o que impede o aparecimento de escorpiões em empresas e residências. “Orientamos a população sobre o risco de terem entulhos em sua casa, os quais podem abrigar animais peçonhentos e vetores de doenças. Com as crianças, que têm um poder enorme de convencimento junto aos adultos, fizemos um trabalho educativo, incentivando-as a conhecerem um pouco sobre o Aedes aegypti por meio da pintura de desenhos. Também apresentamos as larvas do Aedes e aproveitamos para reforçar a mensagem da importância do cuidado diário que todos devem ter com seus quintais. Foi uma das melhores ações que a gente fez este ano: as pessoas gostaram e se sensibilizaram sobre o risco de deixar água parada em seus imóveis”, avalia a coordenadora do Controle e Combate às Endemias, Lilian Konig.

As demais atividades ficaram sob responsabilidade da equipe da SMDAS. Além de promoverem passeios pela a trilha do Horto Municipal (oito grupos com 12 a 15 pessoas) e de coletarem óleo de cozinha usado, servidores da pasta se engajaram também na feira de adoção de animais (10 cachorros ganharam um novo lar), no recolhimento de livros desatualizados e eletroeletrônicos que serão destinados para a Associação de Catadores de Recicláveis de Toledo (Acatol), e a troca de alimentos ou ração para cães e gatos por mudas de árvores nativas fornecidas pelo Instituto Água e Terra (IAT). “Em termos de movimentação, foi uma experiência gratificante, pois o número de pessoas que passaram pelo local foi muito grande, uma oportunidade de conversarmos um pouquinho com a população sobre a preservação da natureza. Foram atividades intensas e muito produtivas, pois o público pôde receber orientações e reforçar suas noções de educação ambiental”, comenta o secretário de Desenvolvimento Ambiental e Saneamento, Júnior Henrique Pinto.

Fonte: Assessoria



Postar um comentário

Obrigado!

Postagem Anterior Próxima Postagem
close