original

Senhor agredido por vizinhos no São Francisco, morre no hospital Bom Jesus

Foto de: divulgação

Na tarde desta segunda-feira (08), Valmir Delfino de 44 anos morreu no hospital Bom Jesus, após ter sido internado por lesões causadas por um ato cruel, praticado pelos seus vizinhos no São Francisco, em Toledo, no último sábado (06).

Continue a leitura depois do anuncio.

A ocorrência:
No final da tarde deste sábado (06), por volta das 18h30min, uma equipe policial foi acionada para deslocar-se até o bairro São Francisco, para atender a uma situação de tentativa de homicídio.

No local os policiais se depararam com populares tentando estourar a porta de uma residência. Conforme repassado por vizinhos, o morador da casa havia se trancado lá dentro, e já estaria caído na sala, todo ensanguentado, após ter sido atacado por um casal de vizinhos. 

Arrombada a porta, a equipe policial se deparou com a vítima caída no chão quase inconsciente, com hematomas no rosto oriundos aparentemente de pancadas na cabeça, e sangue pelo chão da sala.

A vítima identificada como Valmir Delfino, de 44 anos de idade, precisou ser atendido por uma equipe do Corpo de Bombeiros (Siate) e foi encaminhado até o hospital para maiores atendimentos.

Testemunhas relataram ter presenciado os fatos, e informaram que um casal, uma mulher de 55 anos de idade e um homem de 35, teriam se deslocado até a porta da frente da casa da vítima, portando uma faca e um pedaço de madeira na mão.

As testemunhas afirmaram categoricamente que a mulher teria dito que se a vítima não abrisse a porta da casa, eles entrariam nela e o matariam. Ato contínuo, ainda conforme relato das testemunhas, a vítima abriu a porta e de imediato o casal entrou na casa vindo a agredi-lo a partir de então.

Diante dos relatos das testemunhas, do estado da vítima e da aparente autoria do crime em relação ao casal supracitado, foi dada voz de prisão há ambos, a princípio pela lesão corporal praticada, não sendo descartada a hipótese de tentativa de homicídio, dado o quadro de ameaça prévia a agressão como acima narrado.

Testemunhas e supostos autores foram encaminhados até a 20° Sdp para que a autoridade policial de plantão tomasse as medidas cabíveis para o caso.

Fonte: Marcos Silva



Postar um comentário

Obrigado!

Postagem Anterior Próxima Postagem
close