original

Paraná considera retirar obrigatoriedade de máscaras caso atinja 80% da vacinação de adolescentes

Foto de: Reprodução

O Governo do Paraná considera retirar a obrigatoriedade de máscara até o Natal, caso atinja 80% da vacinação de adolescentes contra a covid-19 em novembro. A informação foi dada, na sexta-feira (5), pelo governador do Paraná, Ratinho Junior, durante evento em Londrina, no norte do estado.

Continue a leitura depois do anuncio.

O governador pontuou que o fim da obrigatoriedade será definida sem colocar em risco a saúde dos paranaenses.

"Se em novembro chegarmos em 80% dos adolescentes vacinados, podemos ter um Natal sem máscaras, mas vamos fazer isso de forma muito técnica, sem colocar as pessoas em risco", afirmou Ratinho Junior.

A importância da cobertura vacinal completa, com duas doses ou dose única, também foi salientada pelo secretário da Saúde, Beto Preto.

"Dentro de alguns dias devemos ter 85% da cobertura vacinal em pessoas com mais de 18 anos. Depois disso, com 15 a 20 dias sem aumento de casos e internamentos, vamos tratar da desobrigatoriedade de máscara com mais profundidade", falou Beto Preto.
Obrigatoriedade
O uso de máscaras é obrigatório no Paraná desde o dia 28 de abril de 2020. A Lei nº 20.189 prevê multa em caso de descumprimento. A penalização varia entre R$ 106 e R$ 530 para pessoas físicas, e entre R$ 2.120 e R$ 10.600 para empresas.

Fonte: G1



Postar um comentário

Obrigado!

Postagem Anterior Próxima Postagem
close