original

Homem embriagado é detido por desacato no lago municipal de Toledo

Foto Ilustrativa
 

Ás 21h30min, a equipe policial quando em patrulhamento pelo lago municipal de Toledo foi abordado por um cidadão, o mesmo encontrava-se com sua família, e relatou a equipe que em certo momento um homem aparentando ser morador de rua, veio até sua direção pedir dinheiro e o mesmo disse que não tinha no momento, quando ao retirar o celular do bolso caiu uma moeda de R$ 1,00 real, foi então que o homem disse palavras de baixo calão a vítima e ficou por ali incomodando e tentando intimidar o mesmo. 
 

Continue a leitura depois do anuncio.

A equipe parou para prestar apoio e ouvir as partes, mas o autor não deixava a vítima se expressar e ficava tempo todo falando em voz alta, mesmo a equipe pedindo para ficar quieto o autor não colaborava, e a vítima só queria um apoio para sair dali com segurança e não sofrer nenhum atentado por parte do autor, não querendo nenhuma representação no primeiro momento, a vítima foi então identificado para posterior confeccionar um boletim, quando na sequência esta equipe com apoio da patrulha rural que chegou no momento, foi tentar conversar com o autor para orientá-lo e repassar ao mesmo que o solicitante não tinha interesse de representar, neste momento o autor muito alterado desobedeceu a equipe e não queria momento algum ouvir a equipe policial. Nesse momento foi dado voz de abordagem para tentar conter o mesmo, quando disse bastante palavras para esnobar a equipe e em certo momento disse para a equipe que todos os policiais ali presentes eram "pilantras", foi então dado voz de prisão onde resistiu e com isso foi feito o uso de algema conforme súmula vinculante n°11 do STF, pois o homem encontrava-se bastante alterado.
 
O autor foi encaminhado até a sede do 19° BPM para ser lavrado o Tcip e em todo momento o mesmo ficou falando alto e xingando a equipe e foi constatado que o mesmo possui várias passagens policiais. 
 
 Em certo momento dentro da sala do Tcip do 19° BPM o autor olhou para uma policial feminina a qual é loira e disse, "não é porque você é loira, mais você é burra mesmo". A equipe teve que tirá-lo da sala e ser colocado novamente na viatura pois não deixava a equipe policial confeccionar o boletim tentando sempre irritar a equipe, dentro da viatura ficou tempo todo dando chutes para tentar danificar a viatura. Foi então confeccionado o boletim e entregue na delegacia de polícia civil por ter gerado mais crimes durante a confecção do boletim.



Postar um comentário

Obrigado!

Postagem Anterior Próxima Postagem
close