original

Criança morre afogada após ter cabelo sugado por ralo de piscina em SC

Foto de: Arquivo pessoal/ND



Continue a leitura depois do anuncio.

Laíse Pegorini Franzen, de 10 anos, apresentava poucos sinais vitais quando foi levada por familiares ao Hospital Municipal São Cristóvão. A menina passou por procedimento de reanimação, mas os médicos constataram a morte.

O Corpo de Bombeiros Militar de Xanxerê foi acionado, mas não chegou a atender a ocorrência. No relatório, a PM (Polícia Militar) trata o caso como morte acidental. Um Boletim de Ocorrência foi registrado, por volta das 21h30, na rua 13 de Maio. O caso deverá ser investigado pela PC (Polícia Civil).

A menina foi velada na manhã desta quarta-feira (10) na Capela Mortuária de Faxinal dos Guedes e será enterrada às 15h no Cemitério Municipal de Xanxerê, onde deve ocorrer uma solenidade de despedida.

‘Laise era escoteira’

Laíse morava com os pais e irmãos em uma casa no bairro São Cristóvão. A menina é filha dos proprietários da loja Cortinare, que tem filiais em Faxinal dos Guedes, Xanxerê e Ponte Serrada. O casal também tem outros dois filhos.

Na internet, amigos e familiares se despediram da garota e lamentaram a tragédia. O Colégio Integração, de Xanxerê, onde a menina estudava no quarto ano matutino, lamentou a morte

“Com muita dor no coração e profundo pesar comunicamos o falecimento da nossa querida aluna Laíse Pegorini Franzen. Que o espírito santo de Deus conforte os corações neste momento de profunda tristeza”.

Laise era escoteira no Grupo Alcateia Kaluanã Muiraquitã, de Faxinal dos Guedes. Em nota publicada nas redes sociais, a instituição lamentou a morte. “Lobinha exemplar, ouvia sempre os velhos lobos, prestativa”, detalha o texto.


Fonte: ND+



Postar um comentário

Obrigado!

Postagem Anterior Próxima Postagem
close