PUC, Hoesp e Prefeitura firmam contrato para continuidade de projeto da nova sede do Bom Jesus

Foto de: Divulgação

A Prefeitura de Toledo, a Associação Paranaense de Cultura (APC), mantenedora do câmpus Toledo da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), e a Associação Beneficente de Saúde do Oeste do Paraná (Hoesp), entidade que administra o Hospital Bom Jesus, firmaram na tarde desta sexta-feira (01), o contrato tripartite com o objetivo de construir a nova sede do Hospital Bom Jesus. Na ocasião, foi reafirmada a intenção dos envolvidos em fortalecer as ações voltadas ao atendimento hospitalar na região, bem como a ampliação dos leitos hospitalares disponíveis em Toledo. 

Continue a leitura depois do anuncio.

O convênio prevê a doação, por parte da APC/PUCPR, de 50.924,12 metros quadrados ao município para a abertura do prolongamento da Avenida União e da Rua Ida Becker e outra área com 50.497,83 metros quadrados para a edificação da futura unidade hospitalar. O próximo passo é encaminhar o processo junto ao registro de imóveis para obtenção das respectivas matrículas e efetivação da doação das áreas à Hoesp e à Prefeitura de Toledo, em ato com a possível vinda do presidente do Grupo Marista, Délcio Afonso Balestrin.
 
Para o presidente do Conselho Administrativo da Hoesp, o médico Cláudio Tomuo Hayashi, o momento representa mais um passo importante para toda a comunidade. “Teremos uma infraestrutura moderna. Este momento foi muito importante, consolidando a doação da área, para implantarmos essa unidade que contará com aproximadamente 500 leitos”. Hayashi lembrou que agora, com o convênio firmado, será possível ampliar a captação de recursos para a construção. “É um investimento alto e precisaremos buscar recursos por meio dos governos estadual e federal. Hoje a Hoesp é uma entidade filantrópica, como as Santas Casas, com uma diretoria formada por pessoas da comunidade. Eu como médico antigo do hospital, fico honrado em ser eleito presidente e sinto que aqui posso dar mais uma contribuição em prol da saúde toledana. São 48 anos como médico e 45 atuando no município”.
 
Sobre firmar o convênio, o prefeito Beto Lunitti reforçou a necessidade de se dar continuidade aos bons projetos. “O antigo gestor entendeu ser importante, analisamos e vimos que realmente trará benefícios para nossa população e demos continuidade. São grandes desafios que se apresentam e vamos conseguir coisas boas. Precisamos construir um bom município para nossos filhos e netos”, disse. O vice-prefeito Ademar Dorfschmidt destacou suas lutas em prol do Bom Jesus e disse que esse é mais um desafio. “É grandioso, mas não é só uma obra. Temos que olhar para as vidas que poderão ser salvas”.
 
A ação realizada nesta sexta-feira (04) dá continuidade ao processo iniciado com a sanção à Lei Ordinária “R” nº 91/2020, aprovada por unanimidade pela Câmara dos Vereadores. As áreas doadas servirão para implantação das vias de acesso e também da futura sede do Bom Jesus. A lei também estabelece que a Prefeitura deve cumprir as obrigações que lhe são atribuídas no convênio, como a implantação até 2025 de toda a infraestrutura necessária (pavimentação asfáltica, guias, sarjetas, passeios com acessibilidade, pavimentação asfáltica, redes de água e esgotamento sanitário, drenagem, galerias e tubulações pluviais, iluminação pública e sinalização) para ampliar e facilitar o fluxo de veículos e pedestres nos arredores da futuras instalações do hospital.

Fonte: Assessoria


Postagem Anterior Próxima Postagem