original original

Prefeitura de Toledo e Biopark comemoram selo SUSAF da Queijaria Flor da Terra

Foto de: Divulgação

A Queijaria Flor da Terra, marca própria do Biopark, acaba de receber o selo do Sistema Unificado Estadual de Sanidade Agroindustrial Familiar, Artesanal e de Pequeno Porte do Paraná (SUSAF/PR), o que habilita o local a comercializar seus produtos em todo o território estadual. A entrega da certificação foi realizada na última segunda-feira (25), na na Prefeitura, com a presença do prefeito Beto Lunitti, do vice Ademar Dorfschmidt, do secretário de Desenvolvimento Econômico e Agricultura Diego Bonaldo, do diretor de Negócios do Biopark Paulo Victor Almeida, além de servidores municipais ligados ao projeto e colaboradores do Biopark.  

Continue a leitura depois do anuncio.

 A Flor da Terra iniciou suas atividades em fevereiro de 2021 e produz atualmente os queijos finos tipo Brie e Camembert. Desde que abriu, o local tem despertado a atenção e atraído visitantes de toda a Região. Para receber o Selo foi necessário cumprir uma série de requisitos e protocolos de inspeção sanitária e fiscalização. A Queijaria faz parte do grupo de produtores beneficiados pelo projeto de Queijos Finos do Biopark. O SUSAF/PR tem como objetivo a integração de forma sistêmica, horizontal e descentralizada dos serviços de inspeção municipais e leva em consideração parâmetros técnicos, métodos de controle e autocontroles e boas práticas de fabricação, visando a garantia da qualidade, sanidade, inocuidade e identidade dos produtos comercializados no Estado. 

Antes de certificar qualquer estabelecimento, foi necessário que o município solicitasse seu cadastro junto ao Sistema. “Para nós, isso tem um valor muito alto, pois demonstra que estamos colocando pesquisa em prática. São mais de dois anos do projeto de Queijos Finos, onde buscamos entender toda a cadeia de produção, desde a pastagem, cuidado com os animais, pesquisa e produção em laboratório, formação de equipe de pesquisadores, capacitação de analistas sensoriais e aquisição de equipamentos. O Biopark é On demand side, ou seja, todas as nossas pesquisas têm que ser aplicadas na comunidade”, explica Paulo Victor Almeida, que também agradeceu e ressaltou a importância do Poder Público para a conquista do SUSAF. 

Beto Lunitti destacou o papel do Biopark para o desenvolvimento regional. “Temos todo o reconhecimento pelo Biopark. Acho que essa integração, poder público e Biopark, estabelece aquilo que há de melhor nessa terra, com ambientes favoráveis, gente consciente do seu papel, sabedor dos espaços que precisam ocupar e nós queremos exatamente isso, proporcionar através do SUSAF, e outras tantas coisas mais, processos de inclusão. As desigualdades no Brasil só serão superadas com isso, no entendimento do papel que cada um de nós tem como ator econômico. O que você faz na produção de queijos leva qualidade lá para o produtor e esse produtor vai produzir num espaço importante da economia local”, ressalta.  

Para o município, as principais vantagens são, a geração de empregos e renda, uma vez que os estabelecimentos, com uma perspectiva de venda maior, tendem a aumentar sua produção e consequentemente necessitam de mais mão de obra. Como cadastro no SUSAF/PR, o município também estará incentivando o empreendedorismo, com a abertura de novas empresas e negócios. “Sermos o primeiro estabelecimento a receber a certificação é motivo de orgulho e temos certeza que mais produtores, de outras áreas que não somente os queijos, serão beneficiados, gerando mais riquezas também para o município”, finaliza Almeida.

Fonte: Assessoria



Postar um comentário

Obrigado!

Postagem Anterior Próxima Postagem
close