Urbanização de Bom Principio, distrito de Toledo, atinge 40% de execução

Foto de: Reprodução

A urbanização de Bom Princípio do Oeste segue a todo o vapor. Criado em 2016, o distrito está vendo sua sede ganhar importantes intervenções urbanísticas. Com investimentos de mais de R$ 5 milhões, as melhorias foram iniciadas em abril e chegaram, nesta semana, a 40% de execução, cumprindo o cronograma previsto. As obras foram possíveis por meio de recursos públicos e pela contribuição de melhorias pagas pelos moradores. 

Continue a leitura depois do anuncio.

Ao todo, doze ruas são contempladas, sendo elas a 25 de Julho, São João, Matelândia, 7 de Setembro, Manoel Ribas, Ipira, Paraná, Conceição, Arapongas, Quatro Pontes, Criciúma e Mara Lúcia. A via principal do distrito, a Avenida 1º de Maio, também receberá 820 metros quadrados de passeio padrão, 1.434,51 metros quadrados de ciclovia, 714,68 metros quadrados de plantio de grama, sete lixeiras e sete bancos de concreto.

A execução do projeto está sob responsabilidade da Empresa de Desenvolvimento Urbano e Rural (Emdur). “Estamos dentro do cronograma. A primeira etapa não é tão aparente, pois envolve galerias de redes pluviais e demais ajustes para poder avançar com o asfalto, com as calçadas e demais obras paisagísticas que deixarão o distrito mais bonito e estruturado, gerando valorização dos imóveis e qualidade de vida para a população”, explica o diretor superintendente da Emdur, Ascânio Butzge. O projeto contempla a pavimentação (43.996,87 metros quadrados) e recape asfáltico (12.658,74 metros quadrados) e implantação de galerias pluviais (4.721 metros lineares com 400 e 600 milímetros de diâmetro), guias (11.753,92 metros lineares) e bueiros (152 unidades).

O secretário de Habitação, Serviços e Obras Públicas, Maicon Stuani, entende que estas obras fazem jus à importância de Bom Princípio do Oeste para a história do município. “Esta urbanização tão esperada pela população vai valorizar os imóveis, oferecer mais qualidade de vida aos moradores, que não sofrerão mais com a poeira ou com barro, e dar uma nova cara ao lugar que, no início do processo de colonização, foi nossa conexão com Cascavel, com hotéis e restaurantes ali instalados. A criação do distrito foi um passo importante e estas melhorias lhe dão o valor que ele merece”, concluiu.

Fonte: Assessoria


Postagem Anterior Próxima Postagem