Luana Gaudet - Porque é tão dificil para algumas pessoas se vacinar em Toledo

Foto de: Divulgação.

Fobia de Agulha e as Vacinas contra Covid:


Continue a leitura depois do anuncio.

No momento atual, de vacinação contra o Covid para a população, muitas pessoas estão também lidando com o Medo, ou a Fobia da Agulha. 

É um momento tão esperado pela população em geral, mas por algumas pessoas, é um momento temido também, devido ao medo excessivo da agulha. Nós Psicólogos ao longo dessa Pandemia, particularmente dento da minha experiência, me deparei com situações específicas, de pessoas aprendendo a lidar com essa angustia, com esse desconforto. Desconforto este, necessário para um bem comum: A dose da esperança! Dentro da leitura Psicológica, entendemos esse medo excessivo como uma “Fobia específica” à agulhas, gerando sintomas e sinais como: Tontura, sudorese, respiração ofegante, coração acelerado, tremores, enjoos, e até mesmo desmaios. Sintomas e sinais estes, que são “defesas” automáticas de nosso organismo, frente uma situação considerada “ameaçadora”. 

Enquanto estes sintomas e sinais não limitarem o indivíduo, tudo bem... O problema está quando a pessoa deixa de fazer o que é necessário e saudável para ela, visto a validade fiel da ciência ao disponibilizar a vacina, obtendo portanto, limites criados por si mesmo, e consequentemente prejuízos. Dentro de um tratamento psicológico, o paciente desenvolve técnicas de autocontrole, como: Respiração Diafragmática (respirar pausadamente), olhar para um ponto específico que não seja a agulha ou a profissional que esteja aplicando a vacina... Dentre outros preparos que são aprendidos, gradativamente, expondo o paciente à situação estressora, e treinando as técnicas aprendidas, também de forma gradativa. 

A aplicação não dura nem 10 segundos, e o bem que ela pode te causar é a longo prazo, provando que lhe trará mais benefícios, do que o fato de você apenas considerar a angustia e o medo vivido antes da aplicação! Procure ajuda psicológica para passar por esse momento se sentir necessidade, e lembre-se que: Vacinas salvam vidas!

Postagem Anterior Próxima Postagem