Beto Lunitti sugere criação de estrutura para acolher mulheres vítimas de violência

Foto de: Reprodução

Reunidos na manhã da quinta-feira (23), em Cascavel, prefeitos e prefeitas da região Oeste participaram da 9ª Assembleia Geral Ordinária (AGO) da Amop de 2021, com ampla pauta de assuntos. Entre os temas levados à plenária, um deles, de autoria do prefeito de Toledo e segundo vice-presidente da Amop, Beto Lunitti, foi a criação de uma estrutura regional, no formato de consórcio, de acolhimento de mulheres vítimas de violência física e psicológica.

Continue a leitura depois do anuncio.

“É um processo ainda em início de discussão, que atende uma demanda da Associação das Primeiras Damas do Oeste do Paraná (Adamop) encabeçada pela presidente Fabíola Paranhos. Precisamos de uma casa de acolhimento regional, modelo em políticas de assistência social, especialmente preparada para atender esse público. Somos uma região altamente produtiva e desenvolvida, com boa infraestrutura, porém precisamos de conceitos ainda mais humanistas”, disse Lunitti.

Agora, o quadro técnico de engenheiros e arquitetos da Amop fará um estudo de viabilidade econômica, para consolidar a criação dessa futura estrutura e verificar junto aos municípios associados, aqueles que estão interessados em participar do consórcio.

Fonte: Assessoria


Postagem Anterior Próxima Postagem