Proprietárias de asilo são denunciadas por tortura no PR





Nesta sexta-feira (20), duas mulheres responsáveis por um asilo particular de Maringá foram denunciadas pelo Ministério Público pelo crime de tortura seguida de morte.


A proprietária e a filha dela são suspeitas de violentarem idosos que moravam na Instituição de Longa Permanência e que morreram devido aos maus-tratos. Na denúncia, o Ministério Público do Paraná (MP-PR) descreve diversas situações de violência física, verbal e psicológica que teriam sido praticadas pelas mulheres aos dois idosos

A dona do local está presa preventivamente desde o começo de agosto por determinação da Justiça. A casa também foi interditada.

Em nota, a defesa de Sandra e Larissa Kaminski afirmou que as clientes estão à disposição da justiça .

"A defesa continuará atuando com seriedade e discrição, respeitando o devido processo legal e fazendo valer o direito de ambas ao contraditório e a ampla defesa, certa de que todas as acusações refutadas serão elucidadas ao longo do processo", concluiu a nota.


Fonte: G1

Postagem Anterior Próxima Postagem