Melhora nos números da pandemia levam a Toledo na bandeira amarela





Após cinco meses com a bandeira oscilando de vermelha a preta, os dados da 30ª semana epidemiológica apontaram bandeira amarela. A matriz indica baixo risco de contágio por coronavírus. A mudança de cor foi anunciada após a reunião ordinária do Comitê de Operações Emergenciais (COE) realizada nesta terça-feira (03) após os índices se manterem estáveis após 14 dias. 

 


Continue a leitura depois do anuncio.

A queda nos números, de acordo com o médico e integrante do COE, Fernando Pedrotti, apesar de animadora, deve ser encarada com precaução. “Chegamos neste momento considerado de ‘baixo risco de contágio’ devido aos cuidados que a população tomou por hábito como a manutenção do distanciamento social, o uso de máscara corretamente e a constante higienização das mãos”. 

 

Pedrotti também atribui o bom momento ao avanço da vacinação. “Iniciamos agora a segunda dose da [vacina] Oxford/AstraZeneca/Fiocruz e só podemos considerar imunizadas as pessoas com segundas doses. Ainda precisamos tratar isso com cuidado. O que já é possível afirmar é que a vacina, de qualquer laboratório, é segura e eficaz no combate à pandemia”, disse reforçando a necessidade das pessoas procurarem os pontos de vacinação, tanto para a primeira dose, quanto para a segunda. “No dia anunciado, vá ao local mais próximo e vacine-se", frisou.

 

Dados da Semana 30 (SE30)

A maioria dos índices demonstrados durante a reunião do COE desta terça-feira apresentaram redução ou estabilidade. Um dado importante foi a diminuição do número de óbitos na última semana epidemiológica (SE30). Após três semanas (SE27, SE28 e SE29) com 11, 10 e 10 mortes por Covid-19 respectivamente, entre os dias 25 e 31 de julho foram contabilizados cinco óbitos, uma redução de 50%. “Melhor seria não termos registro de nenhum óbito, mas perceber a diminuição dos mesmos já é algo significativo”, comenta Pedrotti.


 



Postagem Anterior Próxima Postagem