Estátua de Pedro Álvares Cabral é incendiada no Rio

Foto de: Reprodução

Um monumento em homenagem ao descobrimento do Brasil, instalado na Glória, zona sul do Rio, foi incendiado na madrugada da última terça-feira (24). A Polícia Civil tenta descobrir os responsáveis pelo ato de vandalismo. Imagens que circulam na Internet atribuem o ato a movimentos contrários à adoção do Marco Temporal para a demarcação de terras indígenas, que estava na pauta de julgamento do Supremo Tribunal Federal (STF) de quarta-feira (25). Pelo menos a base da obra foi atingida pelas chamas, que deixaram marcas pretas.

Continue a leitura depois do anuncio.

O monumento, intitulado 'Descobrimento do Brasil', foi inaugurado em 1900, em homenagem aos 400 anos da chegada dos portugueses ao País. A obra tem um pedestal de granito e estátuas de Pedro Álvares Cabral, Pero Vaz de Caminha e frei Henrique de Coimbra, em bronze. Ela foi criada pelo escultor Rodolfo Bernardelli e produzida na oficina Thiebaut, em Paris.

A secretaria municipal de Conservação do Rio informou ter registrado a ocorrência na Polícia Civil. A Gerência de Monumentos e Chafarizes, vinculada à pasta, iniciou um trabalho de limpeza e está avaliando os danos causados pelo fogo.

Segundo a Polícia Civil, o caso foi registrado na 9ᵃ DP (Catete) e investigadores buscam imagens e testemunhas que ajudem a identificar o autor do incêndio.

Na Internet o senador Alvaro Dias fez uma publicação com informações sobre o incêndio, nos comentários os seguidores se posicionaram contra a ação dos manifestantes.

Fonte: Terra


Postagem Anterior Próxima Postagem