1ª edição da Feira de Ciências Humanas é promovida em 14 escolas de Toledo

Foto de: Divulgação.

Estimuladas pelas coordenações de Geografia e História da Secretaria Municipal da Educação (Smed), 14 escolas municipais de Toledo participam entre ontem e hoje (12 e 13) da 1ª Feira de Ciências Humanas. Na de São Luiz do Oeste, por exemplo, uma das atrações foi a conversa dos estudantes do 4º e 5º anos com Eugênio Rigon, combatente do exército italiano durante a Segunda Guerra Mundial, assunto sobre o qual eles estudaram com profundidade nas últimas semanas. 


Continue a leitura depois do anuncio.

Nascido em setembro de 1923 na província de Verona, Eugênio veio para o Brasil em 1949 e trabalhou como mecânico por dez anos em cidades do Rio Grande do Sul, vindo para Toledo dez anos depois. Um ano antes, tentou voltar para a terra natal e resolveu ficar em nosso país.

Logo após, foi a vez de Dinara Hoffman Orlando, ex-aluna e ex-professora da escola e Erica Souza, uma das primeiras cozinheiras da instituição, fundada em 1964, compartilharem as suas experiências e relatarem a evolução pela qual o mundo passou nas últimas décadas. Depois destas conversas, os alunos expuseram banners e apresentaram fotos e objetos antigos - entre eles, o primeiro trator do distrito, adquirido em 1970 por Jacó Ivo Hoffmann, pai de Dinara. “É um momento de grande importância para conhecer a nossa história e, consequentemente, perceber que faz parte dela e que a está construindo. É um momento muito legal, de troca de experiências  e conhecimentos”, avalia a secretária da Educação, Elisângela Batista.

O prefeito Beto Lunitti destaca a importância de relacionar os conceitos gerais de História e Geografia aos aspectos do município e da reigão. “É sempre bom saber onde estamos e de onde viemos, pois compreendendo o passado teremos melhores condições de viver bem no presente e planejar melhor o futuro. Desejo, a todos alunos e professores envolvidos nesta feira, grandes momentos de descobertas, de aquisição de conhecimentos e de boas lembranças”, saúda.

Cerro da Lola

A Escola Rural Municipal São Pedro, em Cerro da Lola, também envolveu a comunidade local na sua Feira das Ciências Humanas, cuja abertura contou com a presença do vice-prefeito Ademar Dorfschmidt. As crianças do 1º e 2º anos elaboraram cartazes de como era a paisagem antigamente e como ela está atualmente. 

Os alunos do 3º ano entrevistaram a filha de um dos pioneiros, que contou sobre o início da comunidade e a origem do nome Cerro da Lola. As turmas do 4º e 5º anos confeccionaram maquetes da localidade onde vivem, com riquíssimos detalhes da vida cotidiana e ainda trouxeram alguns pratos típicos de suas respectivas famílias.

A comunidade em geral, participou trazendo objetos e ferramentas utilizados por seus antepassados, os quais os educandos puderam conhecer e aprender sobre a função de cada um e em que décadas eram utilizados. No final da exposição, foi servido um delicioso café colonial, tudo preparado pelas famílias dos alunos.





Postagem Anterior Próxima Postagem