Prefeitura de Toledo inicia obras no Loteamento Mesquita

Foto de: Reprodução

Um trabalho de regularização de quase uma década resultou no início das obras de infraestrutura urbana do Loteamento Mesquita. Os trabalhos de pavimentação e recuperação de 26 de bocas de lobo começaram nesta terça-feira (06) e serão realizados pela Empresa de Desenvolvimento Urbano e Rural de Toledo (Emdur). O valor total da obra é de R$ 183.132,19. As planilhas apontam a aplicação de asfalto em 2019,20 metros quadrados e a construção de 656 metros de meio fio. 

Continue a leitura depois do anuncio.

A intervenção beneficia aproximadamente 50 famílias, entre elas o casal Everaldo e Cláudia Pavan. Moradores do Mesquita há 25 anos, Cláudia relata que não tinha mais expectativas sobre as melhorias. “Era muito barro. Minha filha cresceu sem poder andar de bicicleta na frente de casa. Fomos muitas vezes até a Prefeitura, participamos de diversas reuniões e nunca tivemos respostas. Só tenho que agradecer o empenho do governo municipal”, comentou.

O vice-prefeito Ademar Dorfschmidt estava empolgado com o início dos trabalhos e recordou o empenho enquanto vereador para que a comunidade pudesse receber os benefícios. “Essa data é um marco. Depois de tanta luta, tanto trabalho, vemos as máquinas trabalhando. É um momento emocionante até. Com a infraestrutura, será possível regularizar os terrenos e cada família ter sua documentação. Isso traz tranquilidade para os moradores”, frisou. 

O processo de regularização dos imóveis se arrastou por anos. “Uma luta de mais de 25 anos. Em 2013, eu como prefeito e Ademar [Dorfschmidt] como vereador e presidente da Câmara, começamos a estudar uma solução para estas famílias. Avançamos e hoje vamos começar o asfaltamento, a última etapa para que estas pessoas possam finalmente finalizar o processo de registro desses imóveis”, comemorou o prefeito Beto Lunitti. 

Algumas lideranças da Emdur, entre elas o superintendente Ascânio Butzge, e os vereadores Gilson Francisco e Genivaldo Paes estiveram no local nesta manhã.

Regularização:
As ações para regularizar o Loteamento Mesquita começaram em 2013 por um trabalho intersetorial solicitado pelo prefeito Beto Lunitti. Também estavam em situação irregular alguns terrenos na Rua Piratini e no Loteamento Bom Jesus. No caso do Loteamento Mesquita, os donos da área lotearam os terrenos para a venda e não obtiveram êxito no registro dos imóveis por não atenderem aos pré-requisitos legais que autorizam as transações. O fator complicador no caso do Mesquita era o falecimento dos antigos proprietários e a falta de área institucional prevista nas Leis de Parcelamento de Solos.

Fonte: Assessoria



Postagem Anterior Próxima Postagem