original original

Passagem tem redução no valor e linhas no interior começaram a funcionar nesta quinta (2)

Foto de: Assessoria de Imprensa

Começaram a funcionar, nesta quinta-feira (01), as linhas de transporte coletivo no interior e a redução no valor do transporte coletivo urbano em Toledo. As novidades agradaram a população usuária dos serviços. Nos próximos dias deve ser publicado o decreto com a regulamentação para o acesso dos 6 mil passes livres destinados às pessoas assistidas por políticas públicas oferecidas pelo município.

 



Continue a leitura depois do anuncio.

As novidades, em especial a diminuição da passagem de R$ 4,30 para R$ 3,90, agradaram à população. Andréia Aparecida das Graças Tosta, que aguardava o ônibus após ter encaminhado o seguro desemprego, se disse surpreendida. “A gente sempre espera o aumento, desta vez foi diminuição. Fiquei feliz em saber”. Mãe de um menino que faz acompanhamento contínuo junto aos serviços de saúde, ela afirmou que irá buscar informações sobre a possibilidade de acessar também a gratuidade para acompanhar o filho de cinco anos durante o tratamento.

 

“Com certeza é uma notícia boa. Todo e qualquer ganho que a gente possa ter é válido, eu só tenho a agradecer neste sentido”, afirmou o atendente comercial Sidnei Gomes. 

 

Seis mil passes livres

Para o prefeito Beto Lunitti, o ‘Passe Social - Toledo é + Mobilidade’ vai dar solução para uma demanda agravada com a pandemia de Covid-19. “As concessionárias de transporte coletivo têm constantemente recebido recursos, pois por força contratual os municípios precisam manter o equilíbrio financeiro”. Em Toledo, em 2020, aproximadamente R$ 2 milhões foram destinados para a empresa Viação Sorriso por este motivo e neste ano estavam previstos mais repasses.

 

A necessidade destes aportes e o planejamento do Governo Municipal para fortalecer o sistema público de transporte de passageiros, previsto no Plano de Governo, resultaram no programa. Neste primeiro momento, a Prefeitura de Toledo irá destinar R$ 500 mil/mês durante 8 meses. “No nosso entendimento, se o município já iria pagar para os ônibus circularem e manter o atendimento às pessoas que necessitam do transporte, porque não aproveitar para colocar cidadãos ocupando estas linhas?”, questionou o prefeito. 

 

A resposta veio em forma de 6 mil pessoas atendidas, a partir do próximo mês, com a gratuidade do transporte coletivo. A partir de 1º de agosto munícipes assistidos pelas Secretarias de Esportes e Lazer, Política para as Mulheres, Desenvolvimento Ambiental e Saneamento, Assistência Social e Proteção à Família, Saúde e Juventude. “Existem algumas pré-definições, porém teremos também uma comissão que analisará as excepcionalidades de forma técnica e clara”, afirmou Lunitti reforçando que o decreto que regulamentará esse acesso à gratuidade deve ser publicado na próxima semana.


 



Postar um comentário

Obrigado!

Postagem Anterior Próxima Postagem
close