Nelson Paludo morre aos 65 anos vítima da Covid-19 em Toledo


Faleceu nesta segunda-feira, 5, Nelson Natalino Paludo, vice-presidente da Federação da Agricultura do Estado do Paraná (Faep), presidente da Comissão Técnica de Cereais, Fibras e Oleaginosas da entidade, presidente do Sindicato Rural de Toledo, além de exercer grande influência no setor principalmente na região Oeste do estado. Paludo deixa esposa, dois filhos e dois netos.

Continue a leitura depois do anuncio.

Aos 65 anos, Paludo lutava contra complicações da Covid-19 há um mês. Ele esteve ligado ao sistema sindical paranaense e à defesa dos interesses dos produtores rurais do estado nas últimas décadas. A liderança comandava o Sindicato Rural de Toledo desde 2001, sendo reeleito para o cargo em abril deste ano.

“Paludo foi um grande companheiro. Sempre muito atuante, ativo e participativo, ele ajudou em muitas conquistas para a agropecuária do Paraná. Com certeza, o setor, a Faep e os produtores rurais perdem uma importante liderança, mas que deixa um enorme legado”, destacou Ágide Meneguette, presidente do Sistema Faep/Senar-PR.

O vice-presidente da Comissão Técnica de Cereais Fibras e Oleaginosas e presidente do Sindicato Rural de Maringá, José Antônio Borghi, também lamentou a partida do companheiro de lutas. “Muito triste. Era um líder, um representante realmente fiel dos agricultores paranaenses. Um baita de um parceiro, que nos deixa como legado a importância de ser comprometido com as instituições ligadas à agricultura. Acho que nos resta, como companheiros, segurar mais fortemente ainda as bandeiras que ele defendia, tentando prestigiar o legado que ele deixou”, afirma Borghi.

Para o vice-presidente do Sindicato Rural de Toledo, Nelson Gafuri, uma das principais características de Paludo era a habilidade de ouvir e transformar as ideias em ações.

“Nelson Paludo foi um líder sindical indiscutível, sempre disposto a ouvir os produtores rurais e assumindo compromissos com o setor e com o sindicato, aos quais ele dedicou sua vida. Foi um grande parceiro e uma pessoa admirável”, afirma Gafuri.

Já o presidente do Sindicato Rural de Medianeira, Ivonir Lodi, relembrou a atuação de Paludo nas lutas dos agricultores paranaenses. “Nós de Medianeira tínhamos o seu Nelson como um ícone de liderança. Lutamos várias batalhas juntos em prol da agricultura, às vezes em Brasília, como foi o caso do Código Florestal, e ele sempre foi um daqueles que puxou a frente dessas lutas. Ele sempre foi um exemplo. Pessoa muito ponderada e firme quando decidia alguma coisa. Ele vai fazer muita falta no nosso núcleo”, referindo-se ao Núcleo Regional dos Sindicatos Rurais do Oeste do Paraná (Nurespop), do qual ambos faziam parte.

Fonte: Canal Rural



Postagem Anterior Próxima Postagem
original original original original original original
close