Médico de 73 anos é preso após ser condenado por estupro de vulnerável em Campo Mourão

Foto de: Reprodução

A Polícia Civil de Campo Mourão cumpriu na quarta-feira (28), um mandado de prisão contra um médico de 73 anos condenado a 9 anos e 4 meses por estupro de vulnerável. O médico, localizado pela polícia no centro da cidade, trabalhou em Campo Mourão por meio de uma empresa terceirizada que prestava serviços médicos.

Continue a leitura depois do anuncio.

O médico foi denunciado pelo Ministério Público por prática de crime sexual contra uma menina de 14 anos. Segundo a mãe da adolescente, o assédio começou em uma unidade pública de saúde no Lar Paraná em novembro de 2015. Na época a adolescente estaria em tratamento psicológico e teria sido beijada a força pelo médico.

A mãe acusou ainda o médico de ter passado a mão em partes íntimas da menor e de ter proposto à própria mãe que aliciasse a filha para encontros sexuais em troca da reforma da casa e pagamento de estudos para a menina.

Diálogos com o médico foram gravados pela mulher, com equipamentos fornecidos pelo então secretário de Saúde de Campo Mourão na época. O material foi entregue na delegacia, onde foi aberto inquérito, encaminhado ao Ministério Público, que ofereceu a denúncia à justiça.

Mesmo com o processo em andamento, em 2019, a mãe reencontrou o mesmo médico atendendo na Pediatria do então Posto 24 Horas também por empresa terceirizada. Na época ele foi demitido. O médico também prestou serviços nos municípios de Luiziana e Nova Tebas. A sentença deverá ser cumprida em regime fechado e ainda cabe recurso.

Fonte: Oeste Notícias



Postagem Anterior Próxima Postagem