Diminuição de pacientes de Covid-19 permite retomada de internamentos clínicos no PAM





A diminuição do número de contaminados com o coronavírus, o avanço na vacinação e o aumento da demanda por leitos na Unidade de Pronto Atendimento Doutor José Ivo Alves da Rocha (UPA da Vila Becker) levaram a Secretaria de Saúde a reorganizar os internamentos. A partir desta semana, o Pronto Atendimento Municipal Doutor Jorge Nunes (PAM/Mini Hospital) ganhará uma ala destinada aos pacientes com internamentos clínicos previamente avaliados pela UPA.

 

A nova ala, com 10 leitos, receberá apenas os encaminhados da UPA. Os primeiros atendimentos continuarão a acontecer no formato atual, com o PAM acolhendo os pacientes com sintomas gripais e a UPA, na Vila Becker, recebendo os demais casos. “A UPA tem tido muitos pacientes, porque à medida que se retoma, se assim podemos dizer, a normalidade, automaticamente temos mais casos clínicos que vão desde as contusões por acidentes de trânsito, como por outras doenças”, disse a secretária de Saúde, Gabriela Kucharski, justificando a ação. O PAM manterá 19 leitos de enfermaria e mais 13 unidades de emergência para Covid-19.

 

Outro fator é que com mais pessoas vacinadas e após diversas semanas com menor confirmação de casos, o PAM conta com uma diminuição significativa nos internamentos e chegou a ter apenas um paciente em enfermaria em determinados dias. “Esses fatores possibilitaram uma reorganização no fluxo e permitem que a gente retome alguns trabalhos e serviços de saúde, dando mais conforto para quem estava internado na UPA”. Além da nova ala no PAM, já houve o retorno de três unidades básicas de saúde - Panorama, Alto Panorama e Concórdia - que estavam com servidores remanejados para o enfrentamento à pandemia. 

 

Gabriela ressalta que os leitos clínicos de enfermaria serão totalmente separados da ala para pacientes sintomáticos de Covid-19. “Será extremamente seguro para o paciente que ficará internado, pois os setores serão separados com barreiras físicas e as equipes de enfermagem e médicos não serão as mesmas, portanto não haverá contato de umas com as outras”. Também foi realizado um trabalho de limpeza e desinfecção em todos os ambientes. 

 

 

Continue a leitura depois do anuncio.

A diminuição dos casos, bem como a boa parcela da população sendo imunizada inclusive com boa procura por segundas doses, é fator preponderante para a retomada gradativa das rotinas de antes da pandemia. “As pessoas têm feito a sua parte no combate à pandemia e buscado a vacina no momento certo. É assim que, juntos, nós da Secretaria de Saúde e a sociedade, vamos superar este momento difícil e nos adaptar ao ‘novo normal’”, concluiu.

 



Postagem Anterior Próxima Postagem