Vice-prefeito toledano conversa com lideranças de São Pedro do Iguaçu

Foto de: Reprodução

A situação da pandemia de Covid-19, com as unidades de terapia intensiva (UTI’s) lotadas e sem condições de atender a demanda reprimida em toda a Macrorregião Oeste, levou o Gabinete do Prefeito de Toledo a propor uma reunião, na semana passada, com gestores dos municípios que integram o consórcio da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) José Ivo Alves da Rocha. 

Continue a leitura depois do anuncio.

Uma das ações deliberadas neste encontro foi a visita do vice-prefeito Ademar Dorfschmidt às Câmaras Municipais destas cidades para conversar com os vereadores. O intuito é posicioná-los sobre a situação do Pronto Atendimento Municipal Doutor Jorge Nunes (PAM/Mini Hospital), que tem dado suporte para toda a região, e sensibilizar os legisladores sobre a importância da prevenção e da adoção e cumprimento de medidas restritivas.

Nesta quarta-feira (16), Dorfschmidt esteve em São Pedro do Iguaçu para uma conversa com o presidente da Casa de Leis de São Pedro do Iguaçu, Dacio Spech, o prefeito José Aroldo Malvestio e vereadores. “É preciso conversar regionalmente sobre ações efetivas para diminuir a contaminação pelo coronavírus. O PAM acabou se tornando uma referência para a região, mas o aumento dos casos e, em especial de pacientes graves, está comprometendo o atendimento. Chegamos a ter 23 pacientes intubados e o local não suporta essa demanda”. 

Ademar acrescentou que se apenas um município adota medidas restritivas, elas se tornam pouco efetivas caso a região não trate da mesma forma. “Se vocês aqui não tiverem uma fiscalização efetiva, os pacientes se contaminam e lotarão as unidades hospitalares de outras cidades. É um ciclo que precisa ser quebrado e para isso precisa partir de todos”, argumenta. 

Os representantes municipais do Executivo e Legislativo se mostraram bastante receptivos e demonstraram entender o momento. “Dentro da legalidade, eles querem ajudar o município de Toledo no que for possível. Eles também afirmaram ser solidários nestas questões que envolvem as proibições de aglomerações, em relação ao horário do comércio. Acredito que estas parcerias renderão bons frutos”, concluiu Ademar.

Fonte: Assessoria



Postagem Anterior Próxima Postagem