original original

Saúde chama profissionais devido ao aumento de pacientes com sintomas gripais

Foto de: Reprodução

Nos últimos dias, em especial na semana passada, ocorreu o aumento na procura por atendimento da população com Covid-19 e demais sintomas gripais no Pronto Atendimento Municipal Doutor Jorge Nunes (PAM/Mini Hospital). Nesta segunda-feira (31), conforme o relatório apresentado no início da manhã, haviam 38 pacientes internados, sendo destes 14 intubados e o restante em enfermaria.

Continue a leitura depois do anuncio.

A alta demanda por tratamento se reflete no quadro funcional. Os servidores municipais, segundo relato da secretária de Saúde Gabriela Kucharski, estão com dificuldades de realizar escalas extraordinárias. Diante da situação, a Secretaria de Recursos Humanos (SRH) realizou o chamamento de cinco enfermeiros (dois deles devem assinar contrato nesta semana), dez técnicos de enfermagem e seis médicos (três já em fase de contratação e três chamados nesta segunda-feira). 

Os novos servidores irão atuar exclusivamente no PAM/Mini Hospital. “Os trabalhadores da saúde, em especial os que trabalham diretamente com o atendimento de pacientes com sintomas gripais estão extenuados. A maioria já tem jornada dupla, atuam em outros hospitais ou municípios, e o aumento da procura dos pacientes de coronavírus, em especial pela gravidade dos quadros, gera um cansaço físico e mental muito grande para os trabalhadores da saúde”, comenta. 

Perfil dos pacientes:
Segundo dados da Secretaria de Saúde, os pacientes com idades entre 20 e 49 anos sempre foram os que mais procuraram o atendimento com suspeita de Covid-19. Porém, os casos mais graves se concentravam em pessoas com idade mais avançada. Com a chegada das vacinas, houve uma diminuição de internamentos, em especial intubações, entre pacientes idosos. 

As pessoas com mais de 60 anos representavam 70% dos pacientes com quadros mais preocupantes no início da pandemia e atualmente essa proporção se inverteu. Segundo o relatório da manhã desta segunda-feira (31), dos 14 pacientes intubados, apenas seis tinham idade superior aos 60 anos. “Se eles foram vacinados, ainda não temos essa informação, mas entre os imunizados, temos sentido sim uma diminuição considerável nos casos graves”, disse Gabriela reforçando a importância da vacina.

A secretária ainda disse que é preciso que as pessoas procurem a segunda dose. “Temos algumas situações de pessoas que não vieram fazer a segunda dose. Algumas pessoas divulgam, inclusive em rádios, informações falsas sobre a ineficácia e até mesmo malefícios em relação à vacina e prestam um desserviço à comunidade”, frisa.

Contágio:
De acordo com dados da Secretaria de Saúde o maior contágio tem acontecido em eventos comunitários. A responsável pela Saúde em Toledo, Gabriela Kucharski, expôs que as pessoas geralmente têm contraído a doença em eventos familiares e confraternizações, como aniversários, casamentos e outras situações que envolvem festividades ou lazer. “Temos poucos registros de contaminação laboral porque geralmente são ambientes controlados. O mesmo se aplica à questão das escolas”, explica.

Fonte: Assessoria



Postar um comentário

Obrigado!

Postagem Anterior Próxima Postagem
close