Encontro na AMOP aponta desafios para o retorno às aulas presenciais

Foto de: Reprodução

O auditório da Associação dos Municípios do Oeste do Paraná (AMOP) foi o local escolhido para um encontro, nesta quarta-feira (23), entre os prefeitos e secretários municipais de educação da região e o secretário estadual da Educação e do Esporte, Renato Feder. Na pauta ações para a retomada da educação, programas de tecnologia que poderão ser compartilhados com os municípios e a preocupação com a evasão escolar pós-pandemia. 

Continue a leitura depois do anuncio.

Entre os assuntos abordados por Renato Feder está a garantia do que os estudantes estão aprendendo e tornar o retorno às aulas presenciais mais interessantes. “Estamos com vários programas muito interessantes, aulas de programação de computador e de educação financeira. Nesse retorno precisamos de uma escola preparada para receber os alunos e evitar a evasão escolar”. 

Para o prefeito de Toledo Beto Lunitti, a fala do secretário demonstra a necessidade de aplicar avanços tecnológicos como ferramentas de promoção das políticas educacionais, em especial neste momento de retomada de aulas presenciais no período pós-pandemia. “A maioria dos problemas que o secretário [Renato] Feder destacou, bem como algumas soluções relacionadas a este momento, é o vivido pela maioria dos municípios e vem ao encontro do que já apresentamos como formas de ‘encantar’ as crianças com a educação em nosso município”. 

Sobre transporte escolar, Feder afirmou haver a previsão de ampliação, porém é mais importante ver a necessidade desse suporte. “Temos menos alunos indo para a escola, por isso temos que identificar, junto com os municípios, já que o estado faz o repasse, mas a gestão do transporte é municipal, as maiores necessidades. Muitos alunos estão realizando aulas presenciais alternadas com o ensino remoto, por isso a busca deste equilíbrio para atender bem aos alunos das escolas estaduais e também das municipais é importante para não haver prejuízos”, comenta.  

Boa parte das ações anunciadas pela Secretaria Estadual de Educação e do Esporte estão ao alcance e serão disponibilizadas para os municípios. “Um trabalho de parceria para encantar os estudantes, com articulação entre as ações de responsabilidade do estado e do município. O aluno não pertence a uma esfera ou outra, ele tem de ser assistido de forma integral, com políticas públicas integradas”, disse a secretária da Smed, Elisangela Batista, reforçando programas municipais com o intuito de encantar as crianças e os trabalhadores da educação como o Aluno Conectado e Professor Pesquisador, programas em fase de estruturação em Toledo.

Fonte: Assessoria



Postagem Anterior Próxima Postagem
original original original original original