original

LUANA GAUDET - Chacina em Saudades, e uma breve compreensão sobre o autor do Crime:




Estudar a mente de uma pessoa é uma tarefa complexa, não temos como apontar apenas uma causalidade, porem hoje trago para vocês uma breve interpretação sobre o caso que ocorreu em Saudades-SC no último dia 04/05, onde não somente o Estado, mas também o Brasil ficou de luto por 5 mortes, sendo 3 delas de crianças e 2 delas de professoras de uma Creche da cidade.

As notícias já lhes forneceram diversas informações sobre o atentado, então não vim descrever o atentado para vocês, e sim uma Correlação entre os Massacres já ocorridos no Brasil nos últimos anos:
O autor é um Jovem de 18 anos, com algumas características em comum com outros autores de crimes
já ocorridos: Isolamento social, introspectivo, sem muitos amigos, sem comunicação dentro de casa, passava muito tempo na internet, “nunca tinha problema”, e sofria bullying na escola. Após o crime, tentou suicídio.


Se observarmos, o autor da Chacina do Rio de Janeiro, que ocorreu em uma escola no Bairro Realengo, tinha 23 anos, sofria bullying, era reservado e introspectivo. Ele matou 13 pessoas na escola com revólveres e após o crime, se suicidou.

Em uma escola em Suzano em São Paulo, uma dupla, ex-alunos, invadiram uma escola e mataram 5
estudantes e 2 funcionários da escola, após um dos autores matou o comparsa e se suicidou. As
características que nos intrigam: sofriam bullying, se isolavam, passavam muito tempo na internet
pesquisando sobre formas de atentados, baseando-se em antigos.

Percebam que temos variáveis que podem nos ajudar em uma compreensão, apesar de ser vaga ainda. Essa chacina, como as outras que ocorreram, além de ser indefinida, é indefinível. Não temos respostas certas e seguras dos “porquês” que muitas famílias e comunidade precisam. Podem ser causas sociais (isolamento, pouco amigos, sem comunicação dentro de casa), psicológicas (algum transtorno psicológico), discriminação e exclusão (bullyng), como muitas outras.

Normalmente, autores de crimes como estes, não dão sinais, em algum momento foram “vítimas” e isso
potencializa suas decisões, seja por impulsividade, ou seja, por planejamento, que segundo fontes, foi o que o autor da Chacina em Saudades-SC deixou a interpretar em algumas de suas falas, para Bombeiros que socorreram as vítimas naquele dia.


Infelizmente não conseguimos compreender e sempre faltarão respostas em casos como este, tanto para as famílias das vítimas como para a comunidade, que nesse momento, estão cobertos de raiva e indignação, afinal, foram vítimas que obviamente não teriam como se defender (crianças). De momento, carregam um vazio que obviamente não será preenchido tão cedo.


Meus sinceros sentimentos à família, e meu apelo para prestarmos mais atenção nas pessoas que se isolam e que “não apresentam nenhum problema”.

Ótima semana!

Por: Psicóloga Luana Jaqueline Gaudet - CRP 12/18377



Postar um comentário

Obrigado!

Postagem Anterior Próxima Postagem
close