Campanha contra o Influenza será intensificada com vacinação no sábado (17)

Foto de: Reprodução

Nove unidades de saúde, distribuídas em várias regiões de Toledo, vão abrir as portas neste sábado (17) com o objetivo de intensificar os trabalhos da Campanha Nacional de Vacinação contra o Influenza, vírus causador da gripe. Das 8 às 17 horas serão aplicadas doses distribuídas gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS) que previnem contra os três tipos mais comuns e agressivos desta doença que circulam em nosso país, os causados pelo Influenza “A” (H1N1 e H3N2), “B” e os sazonais.

Gestantes em qualquer período, puérperas (mães de bebês nascidos há até 45 dias), indígenas, trabalhadores da saúde compõem o grupo prioritário da primeira etapa da campanha e podem, levando os documentos exigidos (veja lista no fim da matéria), se dirigir às unidades dos bairros São Francisco, Alto Panorama, Maracanã, Europa, Centro, Porto Alegre, Industrial, Coopagro e Pancera. Os pais de crianças com idade entre 6 meses e 5 anos, 11 meses e 29 dias também devem levá-las para que sejam imunizadas. 

Continue a leitura depois do anuncio.

A secretária municipal de Saúde, Gabriela Kucharski, comenta que, ao contrário de anos anteriores, quando a imunização começava pelas pessoas mais idosas, houve uma inversão na ordem de prioridade da campanha. “Optou-se fazer assim pois é necessário um intervalo mínimo de 14 dias entre a vacina da Covid-19 e a vacina da gripe, então optou-se por fazer primeiro nos grupos que não estão recebendo dose da vacina da Covid-19 e, após então, dos idosos acima de 60 anos”, explica.

Gabriela também chama a atenção para o baixo risco da vacina para a saúde das pessoas. “Não existe contraindicação. Como este imunizante é produzido a partir da proteína do ovo, os pacientes que têm alergia comprovada a esta substância, devem conversar antes com seu médico para que sejam orientados sobre a forma de se fazer esta vacinação”, pontua.
 
Documentação necessária:
Crianças - Cartão de vacinas e documento pessoal.
Gestantes - Cartão de vacinas e/ou cartão de pré-natal e documento pessoal.
Puérperas - Cartão de vacinas, cartão de pré-natal ou outro documento que comprove a data do parto e documento pessoal.
Povos indígenas - Cartão de vacinas e documento pessoal.
Trabalhadores da saúde - Cartão de vacinas, declaração do local de trabalho, crachá e/ou carteira de trabalho e documento pessoal.

Fonte: Assessoria