Ultimas Notícias

HU DE LONDRINA RECEBE MAIS LEITOS EXCLUSIVOS PARA COVID-19

Fotos: Geraldo Bubniak / AEN


Redação:
"O Governo do Estado entregou nesta segunda-feira (20) mais 57 leitos para o Hospital Universitário de Londrina. São 32 leitos de UTI (20 adulto e 12 pediátrico) e 25 leitos de enfermaria exclusivos para pacientes Covid-19. O Hospital, que pertence ao Estado e é vinculado à Universidade Estadual de Londrina, passa agora de 48 para 80 leitos UTI e de 96 para 121 leitos de enfermarias.
“Com o constante aumento de casos de Covid, temos até agora pela manhã uma ocupação de 83% entre as UTIs do HU. Logo após a liberação desses novos leitos, essa taxa ficará em 51%” explicou o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.
A nova estrutura funcionará como Hospital de Retaguarda Covid-19 para 97 municípios da região Norte. Hospital de Retaguarda foi ativado com 28 leitos na primeira quinzena de junho. Agora foram mais 57 leitos e até o dia 30 de julho serão liberados mais 30 (10 UTI adulto e 25 enfermaria), totalizando 120 leitos de retaguarda para uso exclusivo de pacientes suspeitos ou confirmados Covid-19.
MAIOR DO ESTADO - A nova estrutura foi instalada no prédio em que posteriormente ficará a nova maternidade do HU. São cerca de 5 mil metros quadrados distribuídos em três pavimentos em que funcionarão 120 leitos até a última ativação de leitos, em 30 de julho.
Quando todos os leitos estiverem liberados, a estrutura de UTIs do Hospital Universitário de Londrina será a maior de todo o Estado. “Importa dizer que não basta ampliar leitos, é preciso de pessoas qualificadas e bem treinadas para atuar nesse tipo de serviço. E já estamos com profissionais em falta”, alerta o secretário estadual.
O serviço e a qualificação necessária já impactaram na liberação de mais leitos nesta etapa em Londrina. A previsão era a de que seriam liberados mais leitos, mas a primeira seleção de profissionais não chegou ao número suficiente para atender a demanda.
O diretor de Gestão em Saúde da Secretaria, Vinícius Filipak, reforça que a população precisa contribuir com a melhoria da situação da pandemia. “O Estado está fazendo a sua parte, mas as pessoas precisam entender que os leitos não garantem a vida de ninguém, por isso o isolamento e o cuidado para evitar a transmissão do vírus é de extrema importância”, enfatizou.
MAIS LEITOS –  Além do HU em Londrina, ainda nesta semana serão ativados mais 34 leitos de UTI no Estado. Na quinta-feira (23) serão liberados mais 14 leitos no Hospital de Reabilitação, unidade que integra o Complexo Hospitalar do Trabalhador em Curitiba, e outros 20 leitos no Hospital Regional de Guarapuava, totalizando 1.025 leitos do tipo Unidade de Terapia Intensiva exclusivos para pacientes Covid-19, criados pelo governo desde o início da pandemia.
RECURSOS -  O investimento do Governo do Estado no Hospital de Retaguarda Covid-19 foi de aproximadamente R$ 28 milhões, além e investimentos da prefeitura de Londrina, da Câmara Municipal e recursos próprios do hospital.
A superintendente do Hospital, Vivian Feijó, disse que o reforço dos profissionais reflete no crescimento da unidade hospitalar. “Nós sabemos que atrás de cada máquina, cada leito, há muitas pessoas que fazem o serviço acontecer e ser de excelência. Aqui no HU temos orgulho dos nossos profissionais”, afirmou ela.
PRESENÇAS – Acompanharam a solenidade o reitor da Universidade Estadual de Londrina, Sérgio Carvalho, os deputados estaduais Cobra Repórter, Tiago Amaral e Tercílio Turini, o presidente da Associação dos Municípios do Médio Paranapanema (Amepar), prefeito de Sabáudia, Hugo Manueira, profissionais do hospital."

Fonte: AEN - AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTÍCIAS


   
  
Fotos: Geraldo Bubniak / AEN